Escassez econômica como estímulo à criatividade

Há tempos que o Brasil enfrenta a crise econômica e ética que afeta principalmente, quase exclusivamente, a fatia que mais de desgasta na tentativa de ganhar a vida.

O pais em constante declínio está nas mãos de uma gestão de não pensa em beneficiar a classe trabalhista, impondo regras que levam cada vez mais as empresas a tomarem decisões focadas em sua sobrevivência. Diante desse cenário muitos trabalhadores perderam seus empregos e foram obrigados a se reestruturar profissionalmente. Uma das alternativas mais comuns foi transformar o hobby em renda. Muitas pessoas tinham o artesanato como uma válvula de escape, atividade para relaxar e hoje é sua principal fonte de renda. A escassez foi combustível para a criatividade.

Prova disso foi a crescente de cerca de 20% desse mercado nos últimos quatro anos, o setor cresce na contramão da maioria dos segmentos do país. Temos um movimento de mais de 50 bilhões de reais no mercado e por volta de nova milhões de pessoas em exercício.

E tem de tudo! Os itens vão desde pintura, bordado, até vasos feitos em barro, luminárias, esculturas, bolsas e peças de roupa.

Aos que querem ingressar nessa área o mercado nunca esteve mais promissor. E se você busca inspiração para começar, no nosso site você encontra vários itens de fornecedores artesanais. É só entrar lá e conferir – www.acasadascoisas.com.br.

 

 

Imagens: Freepik